Entretenimento em Tempos de Pandemia


por Laene Andreata e Marcella Pontes


A pandemia do COVID-19 nos obrigou a reinventar a forma como trabalhamos, estudamos, fazemos compras e até como nos relacionamos. O que não podemos deixar de atualizar também são as formas de entretenimento durante o isolamento social. Afinal de contas, a diversão ajuda a levar a quarentena de um jeito mais leve.


A busca por opções de entretenimento em casa aumenta com o avanço do novo coronavírus. Com a pandemia está tudo suspenso, sem data para voltar. Crises de ansiedade, estresse elevado e até insônia podem ser percebidos durante esse intenso distanciamento social. Destacamos que o lazer na quarentena pode te ajudar a reduzir esses sintomas.


Enquanto isso, alternativas vêm sendo criadas para suprir a necessidade das pessoas por diversão. Várias medidas para conter a transmissão do vírus buscam diminuir o contato social, como cancelamento de aulas, shows, cinema, teatro, competições esportivas e tantas outras. Entretanto, ainda sim é possível se divertir sem sair de casa. Inclusive, muitas empresas, de diversos setores, contribuíram e ainda seguem contribuindo para isso.


A maior parte das relações sociais estão se dando no âmbito virtual, portanto, nada mais coerente que migrar para o meio. As transmissões ao vivo, as famosas lives, foram uma das categorias de conteúdo que mais viralizou nesse momento. Por meio destas artistas, de incontáveis gêneros, encontraram a alternativa de tirar a monotonia dos dias em casa e continuar realizando seus trabalhos. Tanto o consumo quanto a produção desse tipo de conteúdo só vem crescendo, segundo o Business Insider, o Instagram, em março de 2020 registrou-se um aumento de 70% em lives, nos EUA.


Para proporcionar esse entretenimento ao público, mesmo que à distância, alguns artistas não estiveram sozinhos, muitas marcas e causas se juntaram à estes. As primeiras são responsáveis por patrocinar o acontecimento de várias dessas lives. Os componentes do terceiro setor, por sua vez, recebem doações provenientes dos próprios telespectadores do conteúdo digital.



Referências


“Como o conteúdo ao vivo se tornou estratégia de sobrevivência, relacionamento e influência na pandemia”. Proxxima. Disponível em: <https://www.proxxima.com.br/home/proxxima/how-to/2020/05/15/como-o-conteudo-ao-vivo-se-tornou-estrategia-de-sobrevivencia-relacionamento-e-influencia-na-pandemia.html>. Acesso em 19/08/2020.


“Entretenimento na quarentena: guia com conteúdos para se divertir sem sair de casa”. G1. Disponível em: <https://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2020/03/17/entretenimento-na-quarentena-veja-conteudos-culturais-para-consumir-em-casa.ghtml>. Acesso em 18/08/2020.


“Diversão na Quarentena: mesmo com isolamento social”. Serasa. Disponível em: <https://www.serasa.com.br/ensina/dicas/diversao-na-quarentena/>. Acesso em 18/08/2020.


“Entretenimento na quarentena: 8 dicas do que fazer durante os dias de isolamento”. Celular Direto. Disponível em: <https://www.celulardireto.com.br/entretenimento-na-quarentena-8-dicas-do-que-fazer-durante-os-dias-de-isolamento/>. Acesso em 18/08/2020


CONTATO

Rua do Catete, 166 - Centro

ICSA/UFOP

Mariana, MG - 35420-000​

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco