Emily in Marketing

Estreou na Netflix a série Emily in Paris que conta a história de uma jovem da área do Marketing que trabalha em uma agência em Chicago, nos Estados Unidos, e é transferida para Paris, na França.

Apesar dos longos dias de trabalho, sempre envolvendo a resistência e teimosia dos colegas franceses e as muitas exigências dos seus clientes, Emily está sempre sorrindo, com maquiagem e figurino impecáveis, e com uma determinação inabalável de fazer com que todos gostem dela. Não há momento ruim para a especialista em marketing vivida por Lily Collins.

Com uma premissa como essa, é inevitável não esperar aquela superficialidade aconchegante que só as séries ditas “fúteis” são capazes de oferecer. Além de episódios curtos, uma trama inegavelmente leve e independente de todas as opiniões sobre essa série, Emily in Paris brilha quando o assunto é “inovação” na era do marketing digital e produção de conteúdo que agregue valor ao consumidor.

Neste caso, a série é a união perfeita entre clichês - que funcionam - e as inovações no modo como produzimos um bom conteúdo.

O marketing de uma empresa precisa de ideias frescas, mas também necessita de um pouco de “pé no chão”. Hoje, não dá para viver de extremos dentro das empresas. Mas a questão é que, para um negócio evoluir, é preciso equilíbrio - e muitas vezes só se tem isso com representatividade e homogeneidade.

A série apresenta diversas soluções e experiências de Marketing que podem nos inspirar. Confira algumas delas:

1- Ouvir a opinião do público: durante uma reunião de apresentação de uma campanha duvidosa, ao ser questionada pelo cliente sobre qual seria a sua opinião, Emily afirma que não se trata do que ela pensa, mas do que o cliente vai achar. Ela sugere a criação de uma enquete no twitter para ouvir a opinião do público e incentivá-lo a fazer parte da campanha, sendo possível direcioná-la de acordo com o que o público deseja. Isso mostra o poder das redes sociais e de suas ferramentas de interação para gerar envolvimento com a marca, além de servir como fonte de pesquisa para identificar as necessidades e os desejos do cliente.

2- Encantar clientes: foco no consumidor e na experiência do usuário. Não basta você achar que o seu produto é bom e que só por isso seu cliente deveria comprá-lo. Você deve ouvir o seu consumidor e desenvolver soluções para ele. Portanto, a opinião da sua persona é mais importante que a sua. Produza conteúdos direcionados ao seu público, crie experiências únicas para ele e o envolva no processo para ter relevância em suas escolhas.

3- Relacionamento e Networking: não se vai a lugar nenhum sozinho. Conhecer pessoas, criar uma rede de contatos e trabalhar em equipe te levará ao sucesso. Seja para solucionar um problema ou para conseguir criar o momento perfeito de visibilidade de uma marca.

4- Coolhunting: esteja atento às mudanças, novidades e tendências em sua área. Experimente o novo, não seja inflexível e faça vários testes. Na série, Emily aproveita as oportunidades em tempo real para gerar mais engajamento e interação com os seguidores de uma marca. Isso significa, que mesmo que haja um planejamento inicial é possível que você precise “recalcular a rota”, pensar rápido e fazer as mudanças necessárias em suas estratégias para que consiga alcançar o resultado desejado.

5- Estar atualizada as novidades do Marketing: a agência perdeu contratos por ser considerada antiquada, a Emily trouxe clientes de volta por estar atenta às novidades e criar estratégias digitais que geraram a visibilidade que as marcas precisavam.

6- Marketing de influência: influenciar e gerar valor através de quem você verdadeiramente é. Emily usa sua própria marca pessoal (personal branding) para alavancar marcas parceiras da agência, expondo de forma simples e autêntica sua opinião sobre determinado produto.

7- Branding: fazer a gestão de uma marca e cuidar atentamente de sua imagem. Em diversos momentos da série Emily mostra a importância da imagem de uma marca, gerenciando com atenção todo tipo de exposição de um cliente e utilizando diversas ferramentas para fortalece-las, como a participação em eventos estratégicos e a criação de parcerias entre marcas, tendo como seu aliado o co-branding, para gerar valor e consequentemente, mais negócios.

8- Co-Branding: em vários momentos da série a Emily aproveita contatos estratégicos para criar parceria entre marcas e gerar oportunidades de negócios, mostrando que é possível ir além e entregar mais do que o esperado.

9- Marketing olfativo: uma sacada genial! Ela destaca a importância de provocar os sentidos para despertar lembranças e sentimentos, sugerindo a criação de uma fragrância para um hotel. Usando como exemplo “quando você está vendendo uma casa, a única coisa que você deve fazer é assar biscoitos, o cheiro lembra as pessoas em casa… e um lugar feliz.”

10- Gestão de crise: a série mostra situações de crise e imprevistos que são transformados em oportunidade pela Emily. Na trama, diversos imprevistos aparecem, mas Emily não se concentra no problema, mas sim em encontrar a solução da forma mais rápido possível. Afinal, é na crise em que as oportunidades surgem.

11- Real time: Emily aproveita oportunidades em tempo real para gerar mais engajamento com as marcas, com muita criatividade ela gera conteúdos impactantes, usa hashtags estratégicas e faz perguntas para gerar um debate e estimular a interação.

12- Imagem da marca: quando a Emily propõe fazer uma publicidade para uma marca de champanhe usando a ideia de “spray” em comemorações, ela sugere a criação de uma submarca para não impactar a imagem sofisticada da atual.

13- Pensar fora da caixa: ela não tem medo de inovar e criar soluções criativas para divulgar os produtos. Mostrando que é possível surpreender e ir além do óbvio. Fazer o que ninguém está fazendo, além de gerar mais curiosidade do público te dá mais destaque!

Em tempos de pandemia, assistir a uma série que nos faça viajar é um tanto quanto reconfortante, não é? Essas, foram algumas das abordagens e estratégias de marketing que separamos para você se inspirar. Hoje, o Marketing é fundamental para o bom desenvolvimento de uma empresa e a série traz alguns desses insights. Você também está acompanhando a série? O que está achando? Conte para a gente!


CONTATO

Rua do Catete, 166 - Centro

ICSA/UFOP

Mariana, MG - 35420-000​

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco